Milhares de pessoas participaram, na tarde de ontem, terça-feira (24), da Caminhada pela Paz na cidade de Irecê.
A concentração para o cortejo foi feita na Igreja São José Operário, onde momentos de oração e reflexão foram conduzidos pelo pároco local, Padre Francisco. Durante o trajeto, os presentes entoaram canções diversas e fizeram orações pedindo Paz.
De acordo com a Polícia Militar cerca de cinco mil pessoas participaram da Caminhada da Paz.
O evento teve apoio de entidades religiosas, estudantes, empresários, ciclistas e motociclistas, professores e de vários outros seguimentos sociais. Portando faixas e cartazes, a população expressava um único pedido: paz.
“A cidade é um centro de porte médio e os números de criminalidade não correspondem a nossa realidade, estamos todos muito assustados a ponto de preferir não sair de casa”, afirma a professora Denise Lopes Claudino.
A caminhada  teve início por volta das 16 horas, na Praça da Igreja São José. De lá, os participantes passaram pelas Ruas Guararapes, Avenida Adolfo Moitinho, ‘Praça do Feijão’, Praça Gois Calmon, ‘Praça da Prefeitura’, Avenida Tertuliano Cambuí, Rua Fernando Machado, Praça Ayrton Senna, Avenida Professor Joel Lopes, Rua Febrônio Barreto e Augusto Pereira Nunes, até chegar à ‘Praça da Prefeitura’ por volta das 19 horas.
O Padre Francisco participou de toda a caminhada e, ao pregar aos participantes, afirmou que Deus não nos criou para a violência e o ódio, mas para viver como irmãos. “A paz é um dom de Deus, algo que interessa a todos. As causas da violência são muitas, mas é preciso lutar juntos para impor a paz. Esta caminhada tem o objetivo de nos conclamar para acreditar na paz e construir um mundo novo. Nós, cristãos, cremos na paz como força de Jesus e queremos construí-la” – afirmou o religioso.
A Polícia Militar fez a segurança e a interdição das ruas durante a manifestação pacífica dessa terça-feira.
O comandante do 7º Batalhão da Policia Militar no município garante que a PM está fazendo dentro de suas limitações a sua parte no combate aos crimes, mas os resultados acabam sendo frustrantes, já que por meio da Justiça os presos acabam soltos e voltam a praticar crimes na cidade.
Fonte: Soares Notícias | Rede Caraíbas de Comunicações

Postar um comentário

 
Top